VILÃO PARA OS CABELOS: PETROLATOS

06:00 15/09/2019



Olá amores!

Quem aqui já ouviu falar em petrolatos? Há um tempo atrás, eles eram componentes facilmente encontrados em shampoos, condicionadores, máscaras e finalizadores capilares.

Porém com a chegada das técnicas de no e low poo, cada vez mais as marcas estão aderindo à retirada desses componentes das fórmulas de seus produtos.

Afinal, o que são petrolatos? Para que servem? Onde vivem? Do que se alimentam kkkk?

Os petrolatos nada mais são do que derivados do petróleo. Os mais comuns são o óleo mineral, parafina líquida e a vaselina.  Abaixo segue a lista completa de petrolatos retirado da lista no google docs:

Petrolatum/ Petrolato
Mineral Oil/ Óleo mineral
Parafinum Liquid/ Parafina líquida
Vaseline/ Vaselina
Isoparaffin
C13-14 Isoparaffin
C12-20 Isoparaffin
Isododecane
Alkane
Dodecane/ Dodecano

Ele tem função emoliente, ou seja, desembaraça, deixa os fios macios com mais facilidade e com a aparência de hidratados, mas de hidratante não tem nada! Os petrolatos não têm nenhum fator hidratante ou nutritivo, só servem mesmo para maquiar o fio.

São amplamente usamos na industria por causa do preço. Sai muito mais em conta utilizá-los do que óleos/componentes vegetais para a mesma função a qual é destinado.

Mas então por que faz mal?

A ação dos petrolatos nos fios dá a falsa impressão de cabelo hidratado. Isso porque eles formam uma barreira (película) em volta dos fios, que inicialmente deixa o cabelo "protegido" e com a aparência de cutículas seladas.

Como formam essa barreira, como se fosse uma película "protetora", com o passar do tempo, se o seu uso for frequente, os petrolatos impedem que os cabelos absorvam os nutrientes, inclusive a água. Eles também impedem a respiração do couro cabeludo, podendo provocar caspa em alguns casos, além de entupir os folículos pilososestruturas complexas compostas por 1 fio de pelo ou cabelo, com seu respectivo bulbo, glândula sebácea e sudorípara, músculo piro-eretor e outros órgãos.
O entupimento dos folículos pilosos interfere na saúde do fio e também no crescimento.

A película que o petrolato cria no fio é tão forte que não deixa nada penetrar, nem água, nutrientes e vitaminas. Você trata o cabelo, hidrata, mas ele fica na mesma. O petrolato não deixa nenhum tratamento fazer efeito nos fios.

O ideal é evitar ao máximo a utilização de produtos que contenham esse componente na fórmula, para preservar a saúde do seu cabelo. Para isso é necessário análise da composição do produto capilar. É ter paciência mesmo e ler a composição do produto antes de colocar no carrinho de compras rsrs.

Abaixo seguem alguns exemplos reais de máscaras capilares que possuem petrolatos na fórmula:







Mas então o que fazer com as máscaras que já tenho em casa? Jogá-las fora?

Se você quer ser radical e não usar mais nada que tenha petrolatos na formulação, não terá outra alternativa e doá-las ou descartá-las. Mas se utilizar muito esporadicamente ou quando quiser um efeito imediato nos fios, poderá mantê-las. Como exemplo de máscaras que eu tenho em casa e têm óleo mineral, são as da Silicon Mix (a Silicon Mix Bambu é a primeira imagem que mostrei acima nos exemplos), que gosto muito, mas uso muito de vez enquanto.

E como remover os petrolatos dos cabelos?

Para remover os petrolatos acumulados nos fios, basta usar shampoo com sulfato forte. Mas como assim sulfato forte?
Os sulfatos fortes são sulfatos que não são recomendados para a técnica de low poo. A lista abaixo também foi retirada da lista de compartilhamento do Google Docs:

Sodium laureth sulfate (sodium lauryl ether sulfate - SLES)
Sodium laurilsulfate (sodium lauryl sulfate - SLS)
Ammonium Lauryl Ether Sulfate(ALES)
Ammonium lauryl sulfate (ALS)
Sodium Trideceth Sulfate
Tridecyl polyoxyethylene sodium sulfate
Sodium tridecyl sulfate ETHER ethanol
Sodium tridecyl TRI ( oxyethyl )
Sodium sulfate Coconut
lauryl sulfate and ammonium laureth
TEA lauryl sulfate
TEA dodecylbenzenesulfonate
Alkylbenzene sulphonate
Ammonium xylenesulfonate
Sodium xylenesulfonate

Ou seja, se tiver a palavra SULFATO ou SULFATE, principalmente nas primeiras palavras da composição, pode ser considerado sulfato forte.
Abaixo seguem alguns rótulos reais de shampoos com esses tipos de sulfato:






Outro ótimo exemplo de shampoo é o Pantene Brilho Extremo (que não tenho aqui):



Conclusão: usar ou não usar?

A longo prazo, o uso de produtos com petrolato é bem nocivo aos fios, justamente pelos motivos que mostrei acima: ele vai acumulando no fio criando uma forte película impermeável à água e que não deixa nada entrar no fio, nem mesmo as vitaminas e nutrientes que o fio precisa para ser saudável.

O único "benefício" que o uso de produtos com petrolato trazem aos fios, à curto prazo, é utilizá-los após algum tratamento quando os fios estão danificados, justamente por criar essa "película", que nesse caso, protege o fio e não deixa os nutrientes do tratamento saírem dos fios até a próxima lavagem (no caso se lavar o cabelo com um shampoo com sulfato forte).

E ai, o que vocês acham da utilização de produtos com petrolato na formulação?

Beijos e até o próximo post!

Você também pode gostar disso:

2 comentários

Posts Populares

Curta a Fan Page

Twitter